Teatro do SESI reabre suas portas com grandes artistas paraenses

Publicado em 19/09/2017 09:53h

Sesi Novidades

4182 Visualizações

Teatro do SESI reabre suas portas com grandes artistas paraenses

O Teatro do SESI reabre suas portas com grandes nomes da música paraense. Fafá de Belém, Leila Pinheiro, Lia Sophia, Félix Robatto e convidados vão brindar o público com vários shows que marcam a reinauguração do espaço, totalmente reformado e modernizado, mas que preserva a arquitetura original do prédio. A programação geral de reabertura vai de 03 a 13 de outubro.

Intérprete, cantora, compositora e atriz, Fafá de Belém faz o show de abertura somente para convidados, no dia 03 de outubro, às 20 horas. Com seu estilo único e regional, ela subirá ao palco desse novo espaço cultural juntamente com os músicos Manoel Cordeiro e Felipe Cordeiro em um espetáculo grandioso e genuinamente paraense: "Fafá de Belém e as guitarradas do Pará".

O show mistura clássicos da carreira às canções do CD "Do tamanho certo para o meu sorriso", que ganhou o "Prêmio da Música Brasileira" nas categorias "Melhor Álbum e Melhor Cantora - Canção Popular". Fafá viaja no tempo e em sua própria história, percorre atitudes, gestos, memórias, referências, relembra Belém do Pará e as muitas fases de vida e trajetória. Manoel e Felipe Cordeiro, produtores do disco, arrasam também em seus números instrumentais e estão sendo muito aplaudidos nas apresentações com a intérprete paraense.

Nos dias 04 e 05 de outubro, às 20 horas, a programação continua em espetáculo aberto ao público, com vendas de ingresso. O show “Leila Pinheiro com a Orquestra Jovem Vale Música, participação especial de Sebastião Tapajós” é feito num formato exclusivo para essa ocasião especial, com um repertório que passeia por grandes clássicos de músicas brasileiras e, principalmente, fazendo uma grande homenagem ao leque de estrelas de compositores paraenses.

A escolha dos artistas envolvidos no espetáculo justifica-se pela real intenção do Teatro do SESI, que volta a ser palco para revelar novas estrelas ou receber renomados artistas. Leila Pinheiro, uma das maiores intérpretes da MPB, será acompanhada pela Orquestra Jovem Vale Música, com 70 músicos regidos pelo Maestro Miguel Campos Neto. E para dar mais brilho e sonoridade amazônica ao show, o violonista Sebastião Tapajós traz sua música cheia de variações e timbres peculiares compondo uma inovadora estética sonora. Como músicos teremos, ainda, Thiago D´Albuquerque, Mario Jorge, Igor Capela e Tynnoko Costa, esse último responsável pelos arranjos musicais do espetáculo inédito criado para este dia.

 

O público terá a possibilidade de conhecer a riqueza do vasto e diversificado universo dos ritmos da Região Norte, que vão desde os grandes clássicos da música Brega, que marcaram as décadas de 70 e 80 e que deram origem a vários ritmos da nossa região como o Calypso e o Tecnobrega, passando pelo Carimbo, lundu, guitarrada, marabaixo, zouk, cúmbia, culminando na mistura atual de elementos da música eletrônica com células percussivas de ritmos regionais do Norte.

 

Na sexta-feira, dia 06, às 20 horas, em show aberto com vendas de ingresso, Lia Sophia sobe ao palco com um repertório repleto de músicas dançantes e tropicais, que fazem parte de seus discos, com algumas releituras que irão surpreender o público presente. Entre as canções, destaque para “Quero Você” de Alípio Martins e Carlos Santos, música de grande sucesso na década de 80 e que ainda hoje é muito tocada em bailes da saudade que acontecem na periferia da cidade de Belém, “Amor Amor” de Carlos Magno, “Minha Amiga” Mauro Cotta e Cláudio Lemos, “Ao Pôr do Sol” de Firmo Cardoso e Dino Souza, “Sinhá Pureza” e “Dona Maria”, grandes clássicos do carimbó do Rei Pinduca, “Você Voltou Pra Mim” do Mestre Vieira, “Uirapuru” do maestro Waldemar Henrique, e “Foi Assim” de Paulo André Barata e Ruy Barata.

 

O show ainda conta com as participações especiais do Arraial do Pavulagem, grupo que hoje é patrimônio cultural de natureza imaterial do município de Belém, e do grande artista Pedro Luís, cantor, compositor e produtor musical do novo disco de Lia Sophia, previsto para ser lançado em novembro de 2017.

 

A programação de reabertura do Teatro do SESI encerra-se dia 13 de outubro, em mais um show aberto ao público, que começa às 20 horas. Felix Robatto traz o repertório de seu segundo disco solo “Belemgue Banger”, resultado de uma pesquisa sobre os gêneros musicais que deram origem à Lambada na década de 70.

 

Além das 12 faixas do disco, Robatto traz músicas que inspiraram o surgimento da Lambada de artistas como Midnight Groovers e Les Aiglons, além de clássicos da Lambada nacional e internacional.

Serviço/ Shows de reabertura do Teatro do SESI

 - 03 de outubro

Show: Fafá de Belém e as guitarradas do Pará

Artista: Fafá de Belém

Convidados: Manoel e Felipe Cordeiro

Horário: 20 horas

*Show fechado para convidados

- 04 e 05 de outubro

Show: Leila Pinheiro com a Orquestra Jovem Vale Música, participação especial de Sebastião Tapajós

Artista: Leila Pinheiro

Convidados: Sebastião Tapajós, Orquestra Jovem Vale Música, Maestro Miguel Campos Neto, Thiago D´Albuquerque, Mario Jorge, Igor Capela e Tynnoko Costa.

Horário: 20 horas

Ingresso: R$20,00 inteira e R$10,00 meia

*Trabalhadores da indústria, apresentando sua carteirinha do SESI, também pagam meia

- 06 de outubro

Show: Quero ver se segurar

Artista: Lia Sophia

Convidados: Pedro Luís (músico integrante do Monobloco) e Arraial do Pavulagem

Ingresso: R$20,00 inteira e R$10,00 meia

*Trabalhadores da indústria, apresentando sua carteirinha do SESI, também pagam meia

- 13 de outubro

Show: “Félix Robatto – As origens da Lambada”

Artista: Félix Robatto

HORA: 20H

INGRESSO: R$20,00 inteira e R$10,00 meia

*Trabalhadores da indústria, apresentando sua carteirinha do SESI, também pagam meia.

 Informações:

Teatro do SESI

Endereço: Av. Almirante Barroso, 2540. Bairro: Marco.

Horário de funcionamento: Expediente administrativo de segunda a sexta-feira, de 8h às 12h e 14h às 18h. Apresentações de terça-feira a sábado. Ingressos na bilheteria do teatro.

SESI - Serviço Social da Indústria
X